segunda-feira, 7 de maio de 2012

Os evolucionistas apanhados de novo —mas eles ainda acreditam



Os evolucionistas apanhados de novo —mas eles ainda acreditam
Posted: 07 May 2012 04:48 AM PDT

4 de maio de 2012

Os evolucionistas apanhados de novo —mas eles ainda acreditam

Lembra quando os evolucionistas disseram que as mutações aleatórias criaram todas as espécies? Depois, quando seus genes foram comparados, aquele modelo de mutação aleatória nem sempre funcionou tão bem. Aquelas mutações aleatórias devem ter variado consideravelmente ao longo do tempo e ao longo dos genomas. Os evolucionistas até tiveram de dizer que a evolução tinha realmente criado máquinas e mecanismos para controlar as próprias mutações. A evolução estava causando e dirigindo a evolução. Se isso não fosse bastante incrível, agora a história ficou ainda pior. Como explica agora um novo artigo, sob a evolução nós devemos crer que as taxas de mutações têm sido “evolucionariamente otimizadas.” Isto é, a evolução é agora tão brilhante que ela criou os meios não somente de controlar, mas de otimizar as taxas de mutação.

Primeiro como introdução:

“Um aspecto central na teoria evolucionária é que as mutações ocorrem aleatoriamente com respeito ao seu valor para um organismo; a seleção então governa se elas são fixadas em uma população. Este princípio tem sido desafiado por modelos teóricos antigos que predizem que a seleção pode modular a taxa de mutação. Contudo, o nosso entendimento de como a taxa de mutação varia entre diferentes lugares dentro de um genoma tem sido dificultado pelas dificuldades técnicas em medi-la.”

Em seguida o artigo introduz a nova pesquisa, na qual foi usada uma nova abordagem técnica:

“Aqui nós apresentamos uma pesquisa que supera limitações anteriores combinando as técnicas filogenéticas e as de genética de populações.”

E finalmente, os resultados são resumidos. O primeiro resultado é que se a evolução for verdadeira, nós devemos acreditar que a mutação básica varia por mais de uma ordem de magnitude em bactérias diferentes:

“Ao compararmos 34 genomas de Escherichia coli, nós observamos que a taxa de mutação neutral varia por mais de uma ordem de magnitude em 2,659 genes, com pontos mutacionais quentes e frios abrangendo vários kilobases.”

O próximo resultado é que, sob a evolução, a variação entre diferentes taxas de mutação não devem ser aleatórias, mas antes deve seguir um padrão racional:

“De modo importante, a variação não é aleatória: nós detectamos uma taxa muito inferior em genes altamente expressados e naqueles passando por seleção purificadora muito forte.”

E assim, considerando-se a evolução, nós devemos concluir que a evolução tem otimizador a taxa de mutação:

“Nossas observações sugerem que a taxa de mutação tem sido otimizada evolucionariamente para reduzir o risco de mutações deletérias.”

É claro, não existe mecanismo conhecido que possa fazer isso:

“Conhecimento atual de fatores influenciando a taxa de mutação —inclusive o reparo de transcrição acoplada e a mutagênese dependente de contexto— não explicam essas observações indicando que mecanismos adicionais devem estar envolvidos.”

Mas os evolucionistas irão pensar de algo, não importa quão especulativo seja.

“As descobertas têm implicações importantes para o nosso entendimento da evolução e do controle das mutações.”

Essas descobertas têm implicações importantes para o nosso entendimento da evolução? Bem, certamente, se com isso eles queiram dizer quão absurdas são as reivindicações de verdades da evolução. Os evolucionistas foram apanhado de novo. Prendam os suspeitos de sempre.

Postado por Cornelius Hunter 4 de maio de 2012 Darwin's God

Fonte: http://pos-darwinista.blogspot.com/


Divulgação:

http://cultura-calvinista.blogspot.com/

http://metodologiadoestudo.blogspot.com/

http://direitoreformacional.blogspot.com/

http://biologiareformacional.blogspot.com/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário