sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Rubens Pazza: um evolucionista e suas notas promissórias epistêmicas a perder de vista. Por que a perder de vista? Porque no contexto de justificação teórica elas nunca são resgatadas. Darwin nunca pagou uma delas. Desde 1859...

Rubens Pazza: um evolucionista e suas notas promissórias epistêmicas a perder de vista

quinta-feira, novembro 14, 2013

Uma das estratégias utilizadas pelos evolucionistas fundamentalistas pós-modernos, chiques e perfumados a la Dawkins, para atacar os críticos da teoria da evolução de Darwin através da seleção natural e n mecanismos evolucionários (de A a Z, vai que um não funcione aqui e outro ali...), até mesmo os críticos científicos, é bradar insistentemente a mesma ladainha sobre o fato, Fato, FATO da evolução (aceita a priori) , emitindo notas promissórias epistêmicas que nunca são resgatadas no contexto de justificação teórica, e demonizar os críticos como sendo criacionistas ou atribuir a eles citações pinçadas fora de contexto. 

Vou chamar este de método de Notas Promissórias Epistêmicas a Perder de Vista... Por que a perder de vista? Porque no contexto de justificação teórica elas nunca são resgatadas. Darwin nunca pagou uma delas. Desde 1859...




Rubens Pazza é um sórdido exemplo disso...




+++++


A continuar, pois tenho coisa muito mais séria a fazer neste fim de semana (Feriadão) do que responder intempestivamente a um desses Torquemadas pós-modernos e sua Inquisição sem fogueiras.

Aguardem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário